“Sagrada Família” e “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” premiados no Festival Ibérico de Cinema de Badajoz

27 Julho 2020

As curtas-metragens “Sagrada Família” e “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” saíram premiadas da 26ª edição do Festival Ibérico de Cinema de Badajoz, que teve lugar de 22 a 24 de julho no Museu Extremenho e Ibero-americano de Arte Contemporânea (MEIAC).

Sagrada Família” de Margarida Lucas foi galardoada com o “Prémio do Público de Badajoz” e “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” de Regina Pessoa recebeu o “Prémio de Melhor Música Original”, pela banda sonora composta pelo autor canadiano Normand Roger. Os prémios do Festival Ibérico de Cinema de Badajoz foram anunciados no passado dia 26 de julho.

Produzido pela Terratreme Filmes, “Sagrada Família” é uma comédia de humor negro que conta a história de uma família de 5 irmãos, uma mãe solteira e uma avó num pequeno andar em Benfica. O filme teve a sua estreia mundial no 30º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo e foi premiado no RIGA International Film Festival (Latvia), no Catacumba Film Festival (Espanha), no Festival de Contis (França) e no POFF Shorts - International Short Film and Animation Festival (Estónia).

Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” é o mais recente filme de Regina Pessoa, co-produzido entre Portugal (Abi Feijó, Ciclope Filmes), França (Reginald de Guillebon, Les Armateurs) e Canadá (Julie Roy, ONF), e desde a sua estreia tem sido amplamente galardoado, alcançando prémios em festivais aclamados como nos Annie Awards (EUA), Annecy (França), no Animamundi, Animafix e Animage (Brasil), Imaginária, Riga IFF (Letónia) e no Tokyo Anime Award Festival (Japão).

A 26ª edição do Festival Ibérico de Cinema de Badajoz teve 24 curtas-metragens em competição, do total de 480 filmes inscritos por realizadores de Espanha e Portugal.

Alto Patrocínio

Apoio

Membro fundador