“Noite Perpétua”, “Lá Fora As Laranjas Estão A Nascer”, “Serpentário” e “Dia de Festa” no Vilnius Film Festival

25 Março 2020

“Noite Perpétua”, “Lá Fora As Laranjas Estão A Nascer”, “Serpentário” e “Dia de Festa” estarão disponíveis online através das plataformas streaming do Vilnius Film Festival (Kinopavasaris), a decorrer de 19 de março até 2 de abril, na Lituânia.

De maneira a combater a propagação do coronavírus e adaptando-se às últimas medidas promulgadas pelo governo lituano, o Vilnius Film Festival tornou-se no primeiro festival digital da Lituânia, ao colocar metade do seu programa disponível nas suas plataformas online.

As curtas-metragens “Noite Perpétua” de Pedro Peralta, “Lá Fora As Laranjas Estão  Nascer” de Nevena Desivojević, “Dia de Festa” de Sofia Bost e a primeira longa-metragem de Carlos ConceiçãoSerpentário”, fazem parte do programa da 25ª edição do Vilnius Film Festival e estarão disponíveis para visualização, dentro do território lituano.

Noite Perpétua”, produzido pela Terratreme Filmes, passa-se em Castuera, Espanha, numa noite de abril de 1939, quando dois guardas falangistas surgem à porta de casa de Paz, onde se encontra refugiada com a família, solicitando a sua presença na esquadra.

 “Lá Fora As Laranjas Estão  Nascer”, co-produzido entre Portugal (Terratreme Filmes) e Sérvia (Black Rooster Studio), retrata um homem, que vive numa aldeia defunta e vagueia entre as paredes do seu escuro lar, aguentando a sua condição humana que o condena a servir o mundo que ele abandonou.

Dia de Festa”, produzido pela Uma Pedra no Sapato, acompanha o dia de Mena no aniversário da sua filha Clara e conta com a participação das atrizes Rita Martins, Melissa Matos, Teresa Madruga, Sandra Celas, Mariana Silva, Sara Gonçalves e Fernanda Neves. 

"Serpentário", primeiro filme da produtora portuguesa Mirabilis de António Gonçalves e Carlos Conceição, segue um rapaz que atravessa uma paisagem africana pós-catástrofe em busca de um papagaio que conserva a voz da sua mãe, e é protagonizado por João Arrais, contando ainda com a participação de Isabel Abreu.

O Festival convida a todos os espetadores para que olhem para o Futuro, não como uma narrativa estática, mas como “muitos cenários pessoais possíveis que esperam por você no seu dia a dia e acabam no cinema”.

Mais informações aqui

Alto Patrocínio

Apoio

Membro fundador