"Agouro" recebe Menção Honrosa no MotelX

12 Setembro 2018

A curta-metragem de animação "Agouro" recebeu menção honrosa no festival português.

A curta-metragem "Agouro" de David Doutel e Vasco Sá tem vindo a conquistar prémios a nível mundial, marcando presença em diversos festivais de cinema. Desta feita, o filme, produzido pela Bando à Parte, conquistou a Menção Honrosa para Melhor Curta de Terror Portuguesa / Méliès d'Argent.

Na altura da sua estreia nacional, na última edição do Curtas de Vila do Conde, Salette Ramalho escreveu sobre o filme para o catálogo do evento:

“Agouro” descreve um momento-chave na relação entre dois primos, numa aldeia perdida de um Portugal profundo. É um filme de extremos, a fragilidade e a força. Tadeu depara-se com um dilema: salvar o touro reprodutor que lhe dá o sustento ou salvar o primo que, por ser incapaz e dependente, lhe complica a existência. Toda a envolvência nostálgica própria dos anteriores trabalhos de Vasco Sá e David Doutel mantém-se, contudo, a dupla de realizadores consagra a esta obra uma nova dimensão. É um fascinante exercício estético, de luz, nas suas belas texturas cromáticas com excelentes propriedades da técnica de pintura a óleo sobre vidro. O contraponto desta sofisticação visual quase onírica é dado através de uma construção sonora minuciosa que está perto de um hiper-realismo, criada como que se de som direto se tratasse. “Agouro” é uma íntima reflexão poética sobre o Homem confrontado com a ética, a família e a morte, e a terceira incursão da dupla na realização (depois de “Fuligem”, em 2014, e “O Sapateiro”, em 2011).

Focado essencialmente no cinema de terror, a 12ª edição do MotelX decorreu entre 4 e 9 de setembro, em Lisboa. Mais informações aqui.

Alto Patrocínio

Apoio

Membro fundador