Salaviza e Cristina Hanes premiados em festival britânico

04 Setembro 2018

Curtas-metragens de João Salaviza e Cristina Hanes foram premiadas no festival britânico, Slow Short Film Festival.

As curtas-metragens "Altas Cidades de Ossadas", de João Salaviza, e "António e Catarina", de Cristina Hanes, foram premiadas no festival britânico, Slow Short Film Festival. Ambos os filmes foram produzidos pela Terratreme.

O filme de João Salaviza venceu o Prémio do Júri, composto pelo cineasta Scott Barley, o académico Emre Caglayan, o cineasta Sebastian Cordes, a cineasta Pilar Palomero, a programadora de cinema Rachel Pronger e o escritor e programador Giuliano Vivaldi. O júri justificou sua escolha descrevendo-o como um "filme que expressa uma grandeza mitológica, um encantamento cinematográfico que conseguiu mobilizar tantas maravilhas cinematográficas, produzindo o que foi uma inesquecível obra de arte cinematográfica, a qual consegue revelar alguns dos segredos e mistérios da arte cinematográfica do presente através do obscuro poder visual da fuga e resistência de uma personagem, unindo o ritmo extraordinário, o esplendor visual e sonoro com o verdadeiro potencial poético do cinema lento."

"António e Catarina" foi ainda mencionado pelo júri do festival mas foi do público que Cristina Hanes recebeu o prémio. O filme foi descrito "como a visão de um apartamento, e a relação claustrofóbica, mas incrivelmente poderosa entre um cineasta e seu objecto documental. Este filme consegue derrubar todas as expectativas dessa relação e questiona radicalmente a dinâmica de poder convencional entre cineasta e assunto, revelando com singular honestidade a vulnerabilidade do documentarista e dando ao espectador uma visão raramente mostrada sobre a relação dinâmica entre o cineasta e o sujeito filmado".

O festival terminou no dia 1 de setembro em Sussex, na Inglaterra.

Alto Patrocínio

Apoio

Membro fundador