Animação portuguesa a caminho do Japão

01 Junho 2018

Quatro curtas-metragens portuguesas marcarão presença no festival de animação de Hiroshima, no Japão.

“Agouro”, de David Doutel e Vasco Sá (Bando à Parte), “Entre Sombras”, de Alice Guimarães e Mónica Santos (Animais) e “Surpresa”, de Paulo Patrício (Animais), estarão em competição no Hiroshima 2018 International Animation Festival. "Ride" de Paul Bush (Ciclope Filmes) será, por usa vez, exibido no programa não competitivo Best of the World.

“Agouro” descreve um momento chave na relação entre dois primos, numa aldeia perdida de um Portugal profundo. "Entre Sombras" anima, em técnica de pixilização e stop-motion, a aventura de Natália em busca de um coração roubado e "Ride", produzido na Casa Museu de Vilar de Abi Feijó, é uma lúdica homenagem ao icónico design das motas da cultura dos anos 1950 e 60. Hiroshima estreará na Ásia estes três filmes.

Uma conversa gravada entre uma mãe e a sua filha com 3 anos de idade e a recuperar de um cancro no rim, onde ambas falam abertamente sobre a doença, é a base para a animação documental "Surpresa", primeira curta-metragem de Paulo Patrício realizada em 2017. "Supresa" esteve anteriormente em Tribeca e conta já com 7 prémios do seu currículo.

O Hiroshima 2018 International Animation Festival acontece de 23 a 27 de agosto de 2018, em Hiroshima, no Japão.

Alto Patrocínio

Apoio

Membro fundador